7 dicas simples para economizar seu dinheiro

4 minutos para ler

Você não consegue entender o porquê das suas contas não estarem fechando? Ou o porquê nunca sobrar um dinheirinho extra para colocar na poupança? Convidamos nosso Gerente Financeiro, Augusto Felix, para dar algumas dicas que vão te ajudar a melhor administrar seu dinheiro e te mostrar como estabelecer prioridades é algo fundamental para ter uma vida financeira mais saudável. Confira.

Conheça seus gastos 

É comum no dia a dia as pessoas comentarem que o dinheiro acabou e que não sabem para onde ele foi. Isso é uma verdade caso não tenhamos nenhum tipo de controle financeiro.  

No dia a dia surgem uma série de situações imprevistas ou de pequenos gastos, que acabam nos deixando cegos, sem saber para onde nosso dinheiro está indo. Com a mudança de rotinas impostas pela pandemia, houve também alterações na dinâmica dos gastos, o que requer ainda mais atenção no controle do nosso dinheiro. Para esse primeiro momento, a dica é listar tudo. É super importante que tudo esteja anotado no seu caderninho ou nas anotações do seu celular, não importa a forma, mas o importante é anotar tudo diariamente. 

Organize seus gastos por categoria 

Agora que você já tem tudo listado e sabe para onde está indo o seu dinheiro, chegou a hora de organizar essas informações. Para saber onde estão os “vilões” do seu orçamento, é fundamental categorizar os gastos. A dica aqui é utilizar planilhas eletrônicas ou aplicativos para celulares. Existem vários apps gratuitos para controle de gastos pessoais. E gosto bastante do App Fortuno e o utilizo no dia a dia, mas existem vários outros como o Guia Bolso, etc. 

Defina metas por categorias 

Especialistas orientam a dividir as despesas em 3 grandes categorias, o famoso 50-15-35 (50% para gastos essenciais, 15% para prioridades financeiras e 35% para despesas relacionadas ao estilo de vida). Mesmo que você trabalhe com subcategorias para uma melhor organização (Alimentação, Transporte, Lazer, Educação, etc.), é importante que elas estejam alocadas dentro desses 3 grandes grupos.  

Reduzir dívidas 

Observe que na dica anterior, já estamos sugerindo que destine 15% do que você recebe por mês para “prioridades financeiras”. Essa fatia do seu orçamento deve ser destinada para pagamento de dívidas em atraso, ou até mesmo tentar renegociar dívidas, podendo conseguir bons descontos. 

Cuidado com as compras por Impulso 

Seja no período de pandemia ou não, os gastos com supérfluos estão sempre nos seduzindo, nas vitrines das lojas, também, nas ofertas da Internet. Para fugir dessa tentação, existe uma famosa regrinha: a regra dos três sim. Pergunte a si mesmo: Eu preciso comprar isso? Eu tenho dinheiro? Precisa ser agora? Se você não responder SIM para uma dessas 3 perguntas, desista, não é para ser agora. E para os casos onde decidir comprar, lembre-se de comparar os preços. Hoje em dia existem muitos sites que facilitam a nossa decisão fazendo o comparativo dos preços dos mesmos produtos em lojas ou sites diferentes. 

Comece a poupar 

Se você já está nessa etapa, parabéns! Com o controle da vida financeira, a hora agora é a de começar a investir, mas vamos num passo de cada vez. Antes de começar a realizar investimentos mais sofisticados, a primeira recomendação é criar uma reserva de emergência. O ideal é que a reserva seja equivalente a seis meses das suas despesas mensais. 

 Para a reserva de emergência, é importante que você possa acessar esse recurso de forma rápida no caso de imprevistos, mas apesar de ser o primeiro pensamento que vem à cabeça, evite deixar dinheiro na Poupança. O rendimento da poupança é muito baixo, se compararmos com a inflação, podemos inclusive afirmar que você estará perdendo dinheiro.  

Atualmente existem uma série de corretoras no mercado com um portfólio bem amplo de investimentos, e mesmo para os mais iniciantes, existem investimentos com baixo risco e mais atrativos que a poupança, como por exemplo CDBs emitidos pelos bancos, que permitem resgatar o valor a qualquer momento (liquidez diária).  

Invista em você 

Antes de começar a pensar na multiplicação dos seus investimentos a de diferentes maneiras, a dica que consideraria a mais importante é: invista em você. Através da qualificação profissional e pessoal você poderá alçar voos bem maiores do que ficarmos apenas aguardando pela multiplicação dos investimentos ao longo do tempo. 

Posts relacionados

Deixe um comentário