crediário no cartão de crédito crediário no cartão de crédito

Crediário no cartão de crédito: quais são as vantagens para sua loja?

7 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Oferecer crédito é uma das formas mais antigas de fazer negócios, principalmente no Brasil. Durante muito tempo esse meio de pagamento foi visto com maus olhos por empresários, pelo fato de gerar um alto número de inadimplências. Porém, agora ele ganhou um novo formato — permitindo que as lojas aumentem o seu faturamento sem correr riscos.

Estamos falando do crediário no cartão de crédito — forma de negociação ainda mais viável quando a loja tem o seu cartão próprio, conhecido como Private Label. Segundo uma pesquisa feita pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) por meio do SPC Brasil em 2017, 60% dos brasileiros contrataram esse tipo de cartão.

Isso mostra a força da modalidade que até 2022 deve movimentar mais de 293 bilhões de reais, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Cartão de Crédito e Serviços (ABECS). Para conhecer mais e saber como aplicar na sua loja, acompanhe a leitura!

O que é e como funciona o crediário no cartão de crédito?

O crediário por meio do cartão de crédito é uma forma de pagamento que oferece juros menores e prazos maiores para os consumidores, permitindo que a empresa receba o dinheiro antecipadamente. Apesar de o nome remeter a uma prática antiga e com poucos benefícios para o lojista, o novo modelo fortalece o relacionamento, melhora a experiência do cliente com sua loja e aumenta a lucratividade.

A operação de crediário, que existe há anos e ainda é usada por algumas lojas, consiste no empréstimo financeiro feito pelo próprio estabelecimento para o consumidor ter condições de levar a mercadoria que desejar. Porém, ela exige que sejam feitos o cadastro e a análise de crédito toda vez que o cliente fizer uma nova compra. Se aprovado, ele sai com uma cartela de boletos de acordo com o parcelamento que escolheu.

Ao optar por fazer o crediário por meio do cartão, a empresa reduz a burocracia para autorizar o crédito ao cliente, uma vez que o cadastro e a análise são feitos apenas no primeiro contato. Além disso, o gestor não precisa retirar dinheiro do próprio negócio para fazer a operação, uma vez que ele sai da própria operadora financeira. Mas para ter vantagens e praticidade, é preciso adotar o Private Label.

Esse cartão próprio da loja é usado como uma estratégia para aumentar a fidelização, fluxo dos clientes e o número de vendas. Um crediário usando outros tipos de cartões também é possível, mas não automatiza o processo de pagamento e continua exigindo mais trabalho e análises de crédito. Além disso, com o cartão próprio o gestor terá mais segurança e previsibilidade para fazer seus investimentos.

Crediário próprio ou no cartão de loja: qual oferecer?

Quando o varejista oferece o crediário, ele compromete o capital próprio para financiar o seu cliente e não consegue trabalhar com esse dinheiro — diferentemente do que vimos com o cartão da loja, aonde a empresa tem a opção de receber os pagamentos conforme o prazo ou antecipar esse crédito. Essa operação é conhecida como antecipação de recebíveis.

Vamos imaginar uma loja com R$ 1 mil reais a receber, com prazo médio de 60 dias. Supondo que é cobrado 1% ao mês de taxa de serviço, em vez de o empresário receber o valor total, ele terá R$ 998,00 reais. Com esse valor em mãos, o gestor consegue trabalhar o seu capital e fazer investimentos para o seu negócio.

Para fazer a implementação desse sistema, não há um custo inicial. O importante é ter, pelo menos, uma pessoa dedicada a fazer as operações. Caso seja um estabelecimento pequeno, o vendedor ou o próprio caixa pode oferecer o cartão. Se for maior, é aconselhável que tenha pessoas exclusivas para atender os clientes, explicar o produto e fazer a proposta.

Já para criar um crediário tradicional, a história é diferente. É preciso investir em um sistema, aprender a dar crédito e a cobrar, fazer acordo com bancos para gerar boleto e ter colaboradores responsáveis pela administração desses créditos, afinal, o maior gasto do empresário será ter o seu dinheiro na mão do cliente.

Quais as vantagens do crediário com o Private Label?

Aplicar esse modelo de financiamento no seu estabelecimento traz grandes vantagens para o varejista. Confira alguns dos principais pontos!

Operações de crediário terceirizada

Com um Private Label, o varejista não precisa controlar o crédito. Essa operação é de responsabilidade da administradora do cartão, como a FortBrasil. Ela vai assumir todas as funções operacionais e de relacionamento por você. Ou seja, liberar crédito, enviar faturas, fazer cobranças em casos de inadimplência etc.

Melhoria do relacionamento

Essa modalidade permite que você tenha mais tempo para montar suas estratégias de relacionamento com o cliente, e gestora do cartão oferece alguns mecanismos que o ajudam a se comunicar melhor com eles. É possível mandar a fatura personalizada com algum recado que o varejista deseja, enviar e-mail marketing, SMS, além de ter acesso ao histórico do cliente como pagador.

Baixo custo

Normalmente as operações de cartão próprio têm uma taxa de administração mais em conta do que as bandeiras tradicionais. E por mais que essa taxa pareça uma desvantagem em relação ao crediário tradicional, o lojista elimina seus custos operacionais de cobrança, administração de crédito, inadimplência, pessoal entre outros. Então, em vez de números variados a cada mês, ele passa a conhecer exatamente o valor das suas operações.

Cartão útil para a empresa e o cliente

O mais aconselhável é criar um cartão que possa ser utilizado em outros estabelecimentos, para que ele tenha funcionalidade para o cliente. Se ele fica dentro da carteira do consumidor, ele compra em outros locais, recebe a cobrança todo mês e permite que a empresa gere publicidade na fatura do consumidor.

Aumento das vendas

Uma das grandes vantagens de contar com esse tipo de crediário na sua loja são as faturas que devem ser pagas somente em alguma unidade da empresa. Como o sistema libera mais crédito no ato da quitação, o empresário tem um cliente circulando em seu estabelecimento com um cartão liberado.

A FortBrasil fez um estudo com seus clientes e identificou que entre 15% e 20% dos consumidores compram alguma mercadoria após fazer o pagamento em lojas de roupa e calçado. Já no segmento de supermercado, esse número sobe e fica entre 50% e 60%.

Com uma boa administradora por trás dos processos de crediário, o empresário consegue dedicar mais tempo a outras ações da empresa, como aumentar suas vendas, melhorar a divulgação da sua marca, fazer promoções exclusivas, trabalhar com preços especiais etc. Ótimas opções para melhorar os processos de fidelização do cliente.

Gostou e quer saber quais são as melhores condições para aplicar o crediário no cartão de crédito? Conheça as opções que a FortBrasil pode oferecer para o seu negócio, acessando nosso site.

Posts relacionados

Deixe um comentário