Tudo que você precisa saber sobre o auxílio de R$ 600 liberado pelo governo

3 minutos para ler

No dia 02 de abril, entrou em vigor a Lei nº 13.982 que prevê o pagamento de um auxílio emergencial, de R$ 600 por mês, inicialmente durante três meses, a trabalhadores informais que possam ser impactados pelas mudanças causadas pela pandemia do novo Coronavírus. 

Para quem é correntista do Banco do Brasil ou tem poupança na Caixa, o pagamento deve estar disponível já nessa quinta-feira (9), segundo o governo.

Como vai funcionar esse Auxílio Emergencial?

A primeira coisa que você deve ficar atento é que esse auxilio é limitado a duas pessoas por família; ou seja: por núcleo familiar (pessoas que moram na mesma residência). Dessa forma, o auxílio será limitado a R$ 1.200.

Existe uma exceção: mulheres que sejam mães e chefes de família poderão receber, individualmente, duas cotas do auxílio emergencial.

Veja mais detalhes, regras e condições do auxílio aqui

Quem pode receber?

Pode solicitar o benefício o cidadão maior de 18 que atenda a todos os seguintes requisitos:

  • Esteja desempregado ou exerça atividade na condição de:

– Microempreendedores individuais (MEI);  

– Contribuinte individual da Previdência Social; 

– Trabalhador Informal.

  • Pertença à família cuja renda mensal por pessoa não ultrapasse meio salário mínimo  (R$ 522,50), ou cuja renda familiar total seja de até 3 (três) salários mínimos (R$ 3.135,00).

Como posso receber esse auxílio?

Desde que atenda às regras do Auxílio, quem já está cadastrado no Cadastro Único (CadÚnico), ou recebe o benefício Bolsa Família, receberá o benefício automaticamente, sem precisar se cadastrar.

As pessoas que não estão cadastradas no Cadastro Único, mas que têm direito ao Auxílio, poderão se cadastrar no aplicativo e site divulgados pela CAIXA.

O próprio aplicativo, ao analisar o CPF (Cadastro de Pessoa Física) , verificará se você cumpre os cerca de dez requisitos exigidos pela lei para o recebimento da renda básica.

Não tenho conta, como vou receber?

O dinheiro será depositado em contas do tipo poupança social digital, que será aberta de forma automática em nome dos beneficiários e poderá ser transferido para qualquer conta bancária sem custos.

Quem não tem conta em bancos poderá retirar o benefício em casas lotéricas, agências da Caixa, do Banco do Brasil, Banco da Amazônia e Banco do Nordeste conforme o calendário abaixo:

  • Primeira parcela: Até 14 de abril (Donos de poupança da Caixa e correntistas do Banco do Brasil podem receber antes, direto na conta)
  • Segunda parcela: entre 27 e 30 de abril
  • Terceira Parcela: entre 26 e 29 de maio

Posts relacionados

Deixe um comentário